Escrevo mais para mim que para alguém em especial... porque me reconheço no que escrevo e porque escrever faz parte de mim
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007
A segunda missiva

3 de Dezembro de 2013, 20h00

Ann olhou para Magda como se esta estivesse maluca. Os nervos sensíveis e agitados, dentro de si, levaram-na a dar uma risada, imediatamente silenciada ao aperceber-se pelo olhar da amiga que Magie dizia a verdade.

– Espera lá! Tu estás a falar a sério… Eu?! … O que queres dizer com isso?

– Quero dizer, Ann, que a carta foi escrita pelo teu punho, tem a tua letra. O remetente… – Magie hesitou, ponderando se devia contar ou não – … é o da casa do Alex … e o endereço é o do teu escritório.

– Magie… alguém poderia facilmente imitar a minha letra, não é nada assim de tão complicado. E se eu mandasse uma carta a mim mesma, acho que me lembraria do facto, não te parece?! Mesmo que a recebesse 7 anos depois! – Ann não reparara que estava a gritar.

Dirigindo-se à amiga, pegou no envelope que esta segurava e olhou para as moradas digitadas à mão. A letra parecia-se tremendamente com a sua, o que a irritou ainda mais. Estava endereçada a Ann Claire, com uma nota de que deveria passar primeiro por Magda Harris. Quase rasgando o envelope para tirar a carta lá de dentro, abriu-a com fúria, apercebendo-se, entretanto, que era um pedaço rasgado de uma folha de um caderno A4. O conteúdo era excessivamente curto, indubitavelmente explícito e de uma simplicidade angustiante, escrito com a sua caligrafia mais apressada.

 

 

É absolutamente imperativo que tu e a Magie vão ao jantar. Se o fizerem, poderão salvar a vida do Alex.

O que pensas do conteúdo da carta? Achas que Ann vai optar ou não por ir ao jantar? 


o que consta: ,

escrito por Palavreadora às 14:43
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



quem é a escritora?
pesquisar
 
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


capítulos recentes

Um ‘espirro’ do destino

O último dia

"Talvez seja agora…"

O Jantar

Indecisão

A segunda missiva

uma carta do passado

O e-mail

Dia 1 - quando os problem...

Prólogo

capítulos de outrora

Janeiro 2008

Novembro 2007

Setembro 2007

o que consta

todas as tags

favoritos

Sentir os sentimentos por...

Uma pitada de poesia...

A poesia do velho

Uma caixinha dos tesouros...

Palavreados aleatórios II...

Conclusão inegável

Palavreados aleatórios - ...

Palavreados aleatórios II...

outras leituras
blogs SAPO
subscrever feeds